A cena do hip hop/rap angolano está marcada por um  grupo intitulado “Fat Soldiers”. “Cria” do bairro Boa Vista, um subúrbio localizado no distrito urbano da Ingombota, Luanda. O grupo é formado por Soldier V, Timomy e Daniel A.K.A.M.P,  eles começaram com freestyle fruto da influência do programa de rap big show cidade, e marcam oficialmente a sua estreia no panorama do rap angolano em 2010 com o lançamento da primeira mixtape, “Mentes da Rua”.

cena da musica “eu me recuso” do Fat Soldiers

As Músicas “Eu me recuso”, “Verdades” e “Berço de lata”, do disco “Sobreviventes vol. 1(2016)”, senta o dedo na ferida,  pauta um discurso contra a pobreza e a desigualdade, denunciando as realidades suburbanas, a concentração de riqueza em um dos países com maior crescimento econômico do continente africano, (Souza e Souza 2016).

Neste trabalho participaram Edzila, Nelo Carvalho e Kid Mc que recebeu o prêmio de melhor Mixtape do ano pelo prestigiado concurso Angola Hip Hop Awards.

Eles são conhecidos não só pela letras, Skills e performance mas também pela arte que trazem nos videoclipes fruto de um grande trabalho de equipe.

O último videoclipe  lançado(22/04/2019) pelo grupo chama-se “Resiliência”, e como o Vanderson(Sodier V) é parceiro, acompanho o “mesmo “mo cara” nas redes sociais, por isso falou um pouco mais sobre esse último “trampo”.  

Vanderson(Soldier V) explica que: o termo resiliência no contexto do single que agora lançamos, traduz o estado de espírito e a situação social que vivemos nos últimos anos.

flyer da musica resiliencia do Fat Soldiers

Num ambiente de incertezas e escassez dos bens essenciais para sobrevivência digna do ser humano, urge resistir as atrocidades que nos afligem todos os dias, portanto, afigura-se imperioso continuar a lutar pelo que acreditamos e se “autoregenerar” mesmo quando parece impossível alcançar a vitória.

Outrossim, Resiliência é também tomar a decisão certa, a decisão de continuar na contra-mão  de uma sociedade que subverteu a lógica da moral sob orientação de políticos cuja prioridade é a manutenção do poder.

O single vem acompanhado do vídeo clipe, e neste sentido, a interpretação do vídeo requer uma análise minuciosa das cenas apresentadas para chegar a intenção do vídeo. Criamos o vídeo com cenas que têm por trás uma revelação, e para chegar a tais revelações requer-se um esforço interpretativo.

confira aqui o novo trampo dos manos!!!!


Fat Soldiers. Ate a Vitória Manos
Podes crer, nos teus ouvidos
É sempre nós a fazer e Deus a abençoar irmão
Até a vitória Niggas

Se ainda estamos em pé
A continuar a fazer
Mano não é só por nós

Fat Soldiers redes sociais

https://www.facebook.com/FatSoldiers/

Referência:SOUZA, Luana Soares de; SOUZA, Martinho Joaquim João. Entrevista com o grupo angolano “Fat Soldiers. Revista Crioula, São Paulo, v. 2, n. 18, p.252-265, 26 dez. 2016. Semestral. Disponível em: <https://www.revistas.usp.br/crioula/article/view/119346/121945>. Acesso em: 21 mar. 2019.