O racismo mascarado: Reflexões sobre o complexo penitenciário industrial

Artigo de Angela Davis: O racismo mascarado: Reflexões sobre o complexo penitenciário industrial. Qual é o complexo penitenciário industrial? Por que isso Importa? Angela Y. Davis diz-nos. (De Seção Especial: Complexo Prisional Industrial)

Pan-africanismo, marxismo e as encruzilhadas nossas de cada dia

Tempos difíceis os nossos: Em uma época marcada por conservadorismos dos mais variados o ato de demonizar o Marx sempre garante aplausos calorosos em qualquer plateia. Esta é uma verdade incontornável desde o fim...

Stokely Carmichael (1941 – 1998) – De Pantera Negra a Pan-Africanista

Por Whittier College, Whittier, California – 22 de março de 1971 Tradução: Willians Meneses da Silva Bacharel em Direito pela PUC/SP, Especialista em Direitos Fundamentais (Coimbra/IBCCRIM/) Coletivo Negro Minervino de Oliveira Revisão textual: Regina Maria da Silva Mestra em Educação:...

Clóvis Moura: O racismo como arma ideológica de dominação

Salve! A um tempo quero publicar por aqui o pensamento do Clóvis Moura! Intelectual preto que ainda esta a margem da sociologia brasileira e da branquitude como um todo. Meu objetivo é...

Hampton: “É uma luta de Classes, porra!”

Uma coisa que Chaka se esqueceu de informar: que irmãos e irmãs não fazem exatamente o mesmo. Nós não pedimos a qualquer irmão para engravidar ou coisa assim. Não pedimos a nenhum dos irmãos para que tenham bebês. Então isso é um pouco diferente também ...

A Revolução Russa, a África e a Diáspora

Desde a Grande Revolução de Outubro de 1917, os africanos e os descendentes de africanos em todo o mundo gravitaram em direção aos acontecimentos revolucionários na Rússia e no comunismo, vendo neles um caminho...

Educação na África: A Fuga de Cérebros

Fui apresentado a esse grande pesquisador/cientista pelo meu amigo Banto Palmarino. Desde então tenho procurado saber um pouco mais sobre sua trajetória e pesquisa, apesar de achar muita coisa sobre ele na net, pouquissima...

De Michael Brown a Assata Shakur: O EUA e a continuidade do Estado racista

Por Angela Davis, 2014 Tradução e revisão:  Leila Maria de Oliveira e Regina Maria da Silva Embora a violência racista do Estado tenha sido um tema constante na história de pessoas de ascendência Africana nos Estados...

Como Thomas Sankara mudou Burkina Faso

Como Thomas Sankara mudou Burkina Faso...

Burkina Faso: Thomas Sankara e os levantes populares

Viver africano para viver livre e digno. Pode-se matar líderes revolucionários, mas as ideias permanecem. Thomas Sankara A forma como a imprensa vem divulgado os recentes levantes populares em Burkina Faso contra o Presidente Blaise Compaoré, estimula-me...

Contribuição dos povos africanos para o conhecimento científico e tecnológico universal

O estudo e o acompanhamento do processo histórico da população africana e afro-brasileira é muito mais que uma gratidão aos milhões de mulheres e homens que forneceram as bases culturais e técnicas para a...

Palestras sobre Libertação (Lectures on Liberation)

O texto aqui apresentado é de autoria da professora Angela Davis. É sua palestra inicial para o curso Os Temas Filosóficos Recorrentes na Literatura Negra, seu primeiro curso na UCLA, durante o outono de 1969,

Kwame Nkrumah

termo “socialismo” tornou-se uma necessidade nos discursos de palanque e escritos políticos de líderes africanos. É um termo que nos une no reconhecimento de que a restauração dos princípios sociais humanistas e igualitários da África demandam o socialismo.

ASSATA SHAKUR – “Para meu povo”

Irmãos Negros[1]e irmãs Negras[2], eu[3]quero que vocês saibam que eu amo vocês e eu espero que em algum lugar nos seus corações vocês tenham amor por mim. Meu nome é Assata Shakur (nome de escrava Joanne Chesimard[4]), e eu sou uma revolucionária. Uma revolucionária Negra.
video

O Pensamento de Frantz Fanon -Parte 01

  O pensamento de Frantz Fanon Ciclo de palestras: Líderes AfricanosCONE -- São Paulo, 15 de junho de 2012 Deivison Nkosi Doutorando em Sociologia - UFSCAR, Professor de História da África e Grupo Kilombagem.   Assista mais videos...

Resenha do livro What Fanon said, de Lewis Gordon

Resenha do livro "What Fanon said" de Lewis Gordon. O livro é uma abordagem filosófica sobre a vida e obra de Fanon

Claudia Jones: Desconhecida Pan-Africanista, Feminista e Comunista

Traduzido por Rafaela Araujo Santana – Grupo Kilombagem Por Ajamu Nangwaya Jones utilizou o espaço organizacional do Partido Comunista para avançar na causa do antirracismo, na paz mundial, na descolonização e na luta de classes. Claudia Jones...
video

TRIBO DE KAM (Escravos motorizados)

Etíopes, Gêges, Egípcios, Núbios... Que batucam meu coração mandingueiro Que batucam o rataplam dos meus lábios Percussivos africanos Seja em que dialeto, dia, letra, idioma eu diga

CURSO NEGRO: MOVIMENTOS DE LIBERTAÇÃO NA ÁFRICA

De segunda-feira a sexta-feira  (18 a 22 de janeiro de 2016) Horário: 19h30 às 22h00. Coordenação e organização: Danilo Ramos – Curador do Espaço Cultural Dona Leonor (CCDL)...
video

Novo Clipe de Ba Kimbuta – Resíduos do Ódio!

"Explica porque das Dores não passa da cozinha da madame e diz: Hei filho como Deus é bom, põe na rádio globo, chora junto o coração... são só resíduos do ódio que restam no...

Nas Redes

0FansLike
0FollowersFollow
0FollowersFollow
0FollowersFollow
0FollowersFollow
56SubscribersSubscribe

Posts Recentes