Publicado em Deixe um coment√°rio

Pr√™mio Jonathas Salathiel de Psicologia e Rela√ß√Ķes Raciais

O Racismo no Brasil atravessa as estruturas socais gerando exclus√Ķes, desigualdades e injusti√ßas, por isso a√ß√Ķes que visem a elimina√ß√£o do racismo s√£o t√£o importantes para¬† chegarmos numa sociedade igualit√°ria, √© com essa perspectiva que, n√≥s da organiza√ß√£o negra Kilombagem divulgamos:

Pr√™mio Jonathas Salathiel de Psicologia e Rela√ß√Ķes Raciais

Via: CRP SP

O CRP SP convida profissionais, estudantes de Psicologia, artistas e grupos de populares difusores da cultura negra, a participarem do Pr√™mio ‚ÄúJonathas Salathiel de Psicologia e Rela√ß√Ķes Raciais‚Äú, que tem como finalidade estimular a produ√ß√£o de artigos da √°rea de Psicologia, assim como cria√ß√Ķes art√≠sticas das mais diversas linguagens (fotografia, imagens, poesias, m√ļsicas, etc.) a respeito da viol√™ncia causada pelo racismo e dar visibilidade para produ√ß√£o em sa√ļde mental e rela√ß√Ķes raciais.

Jonathas nos fez reconhecer a centralidade da quest√£o racial num projeto comprometido com uma sociedade melhor ‚Äď porque mais igualit√°ria ‚Äď em que o combate ao racismo deve ocupar todas as pautas. Sua incans√°vel luta contra todas as formas de discrimina√ß√£o racial, faz ecoar a√ß√Ķes propositivas neste conselho de classe e possibilita o lan√ßamento de documentos norteadores sobre os efeitos do racismo para a popula√ß√£o negra e tamb√©m na cria√ß√£o de um grupo de trabalho para pensar as quest√Ķes raciais, organizado hoje como N√ļcleo de Rela√ß√Ķes Etnicorraciais.

O evento, sobretudo, expressa a gratidão da Psicologia no Estado de São Paulo a Jonathas José Salathiel da Silva que foi um grande colaborador, amigo e conselheiro para a construção de uma profissão comprometida com a igualdade racial.

Inscri√ß√Ķes e envio dos trabalhos: 13/08/2018 a 28/09/2018
Período de avaliação: Outubro de 2018
Divulgação dos resultados das (os) finalistas na página do Conselho: 01/11/2018
Evento de Premia√ß√£o:¬†10/11/2018 –¬†inscreva-se aqui

Saiba mais.

Fonte: CRP SP | www.crpsp.org.br

Publicado em Deixe um coment√°rio

Exposi√ß√£o Pretas InCorpora√ß√Ķes

A mulher preta na arte, entre linguagens, po√©ticas e milit√Ęncias‚ÄĚ discute g√™nero e ra√ßa na Esta√ß√£o Cultura em Campinas

A curadora e artista Andrea Mendes re√ļne em sua nova exposi√ß√£o 12 artistas pretas de Campinas e regi√£o com o objetivo de discutir o racismo, a pol√≠tica, o amor, a ancestralidade, as origens, o machismo e o espa√ßo da mulher preta na arte. A exposi√ß√£o representa diversas linguagens, como desenho, fotografia, pintura, poesia, audiovisual, performance e instala√ß√£o e permanece na entrada principal da Esta√ß√£o Cultura at√© o dia 10 de dezembro.

Andrea Mendes, Da√≠se Silva, Francielle Costacurta, Helen Aguiar, J√©ssica Paulino, Lubaya Rocha, Marla Rodrigues, Monique dos Santos, Natasha Rodrigues, Brenda Nicole, Thayara Magalh√£es, Thais Silva e Vick Aisha s√£o as expositoras que, cada uma a seu modo, representaram-se ou a outras mulheres pretas em diversos aspectos da vida cotidiana. Universidade, rela√ß√Ķes amorosas, familiares, dificuldades na representa√ß√£o e medos de mulheres pretas foram alguns dos temas discutidos com o p√ļblico de aproximadamente sessenta pessoas que esteve no coquetel de abertura, no dia 19 de novembro, v√©spera do feriado da Consci√™ncia Negra.

Andrea Mendes é arte educadora, artista visual, performer, curadora e militante do movimento negro. Entre os trabalhos, está a curadoria da Exposição Pretitudes no MIS Campinas, em 2016 e a exposição Memórias Históricas do Hip Hop Interior 019, dedicada exclusivamente a contar a história do Movimento Hip-Hop na Região de Campinas. Ela também desenvolve pesquisas sobre raça e gênero.

A convite da Fabiana Ribeiro Curadora do Espa√ßo de Arte da Esta√ß√£o Cultura e com apoio do N√ļcleo de Consci√™ncia Negra Teresa de Benguela da PUC-Campinas, do Ponto de Cultura e Mem√≥ria Iba√ī, do Grupo Kilombagem, da Casa Coletiva Margem31, da CEPIR ‚Äď Coordenadoria Especial de Promo√ß√£o da Igualdade Racial e SMPDC ‚Äď Centro de Refer√™ncia em Direitos Humanos na Preven√ß√£o e Combate ao Racismo, a exposi√ß√£o √© um trabalho importante para quem quer compartilhar ou entender o que √© ser mulher preta nos dias atuais. Como parte desse grupo, me senti representada ao ver tantas mulheres pretas, com diversas tonalidades, cabelos de diversas texturas, com lutas, ang√ļstias e vit√≥rias t√£o similares, em diferentes narrativas.

Por fim, √© gratificante perceber que estamos conquistando esses espa√ßos e, para al√©m disso, estamos juntas, em um verdadeiro Ubuntu: ‚Äúeu sou porque n√≥s somos.‚ÄĚ

Thalyta Martina
[su_note note_color=”#08ac31″]

CONFIRA ALGUMAS FOTOS!

[/su_note]

Fotos Crisley Caroline

Publicado em Deixe um coment√°rio

Ciclo de debates: Parlamento, Democracia e Partidos

image

A defesa da democracia como resolução pacifica de manutenção da ordem, do progresso, da integração e da garantia de direitos tem sido a fala dos progressistas, dos conservadores, dos liberais nacionalistas e internacionalistas, dos sociais democratas e também do partido dos trabalhadores. Envolto em uma democracia irrestrita o parlamento conduz com maestria um rolo compressor ideológico que comprime cotidianamente a classe trabalhadora.

Para debater sobre essa Democracia t√£o vivamente reivindicada nessa atual conjuntura, realizaremos rodas de conversa com as professoras L√≠via Cotrim e Teresinha Ferrari, com objetivo de trazer um debate sobre elei√ß√Ķes/parlamento e o que gira em torno de seus limites e possibilidades. H√° possibilidade de mudan√ßa via parlamento? Um dialogo que traga os limites e a import√Ęncia do parlamento. Um dialogo que traga o papel da Democracia na cria√ß√£o e expans√£o dos estados modernos. E os partidos, qual sua l√≥gica de atua√ß√£o e interven√ß√£o? Os partidos servem para que? E a politica, o que √© a politica?

Dia 28 de Julho: Prof. Dra. Teresinha Ferrari

Dia 29 de Julho: Prof. Dra. Lívia Cotrim

Hor√°rio: 19h30 as 21h

Local: Centro Cultural Dona Leonor ‚Äď Rua: San Juan, 121 – Parque das Am√©ricas – Mau√°